Blog

Vocação

Olá pessoal, hoje não vou escrever nada sobre tecnologia ou sobre carreira. Hoje quero ir além de tudo isso, hoje eu quero escrever sobre a real inspiração na nossa vida.

Eu sei que isso é um papo meio filosófico, mas todos nós podemos e devemos reservar um momento da nossa vida para pensar sobre:

  • “O que eu estou fazendo aqui no planeta terra?”,
  • “Por que eu tenho que continuar lutando contra as dificuldades da vida?”,
  • “Por que eu vou trabalhar naquela empresa?”,
  • “Por que eu quero me casar?”,
  • “Por que eu quero ter filhos?”,
  • “Por que eu quero estudar esse conteúdo?”, etc.

São tantas as perguntas, e para cada pergunta pode ter muitas respostas, mas vou resumir todas as respostas na palavra “VOCAÇÃO”.

Em qualquer dicionário você vai encontrar os seguintes significados:

Ação ou efeito de chamar, de invocar, de denominar-se.

Outros ainda vão dizer que é a capacidade ou interesse natural por quaisquer coisas.

De qualquer forma, o consenso é que a vocação já existe em cada um de nós, desde o dia que nascemos, alguns descobrem essa vocação ou vocações (podem ser várias) mais rápidos que outros, mas que fique claro, todos tem uma vocação.

Para ser bem sincero, eu passei a maior parte da minha vida sem pensar nisso, para as perguntas acima, eu tinha duas respostas: “Eu não sei” ou “Eu devo fazer isso, senão…”. A primeira resposta é típica das pessoas que estão vegetando dentro do ciclo “nascer, crescer, reproduzir, (REDES SOCIAIS, SÉRIES, FILMES, BEBER NO FIM DE SEMANA), envelhecer e morrer”, já a segunda resposta é típica das pessoas que fazem tudo pela necessidade, ou faz isso ou aquilo, senão o pior pode acontecer.

Eu até posso imaginar a situação de um pai, que vê o seu filho com “talentos”, mas o seu filho resolve ser um vegetal. É frustrante essa cena, não é? Pois é, isso é realmente frustrante, mas cada um de nós fazemos isso todos os dias com nós mesmos, quando nos curvamos para o “sistema”, ou pior, quando gostamos do “sistema” e por preguiça nós mantemos no estado de inércia.

Depois de ler vários livros, assistir a filmes e documentários de pessoas notáveis inclusive a vida do próprio Cristo, eu passei a me perguntar: Como essas pessoas alcançaram objetivos quase impossíveis e porquê? No fim a resposta foi porque elas tiveram uma VOCAÇÃO, como a força motriz nos seus objetivos.

Quando você faz as coisas por vocação, tudo é mais fácil para você. Quando um homem se ordena sacerdote, todas as dificuldades inerentes da vida em sacerdócio vão ser vencidas. Quando uma pessoa inicia uma empresa, todas as dificuldades inerentes da vida de um empresário vão ser vencidas. Essa regra vale para tudo, ter dificuldades é o normal na nossa vida, todos tem e todos vão ter até o fim das suas respectivas vidas.

Voltando nos dois exemplos anteriores, do sacerdote e do empresário, ambos têm que ter algo maior que eles mesmos, que justifique todas as provações que acontecem no meio do caminho. Se eu me torno um empresário para apenas ganhar mais dinheiro ou para não ter um chefe, isso é um erro gravíssimo. Eu não estou aqui para ditar as regras do jogo, nas no meu pensamento/mindset o empresário tem que ter dentro do íntimo do seu coração o ímpeto de resolver os problemas dos seus clientes e direcionar seus funcionários nessa direção. O que é melhor para você, ver a sua conta bancária com vários zeros após o numero um, ou ouvir do seu cliente, “cara, a sua empresa é fantástica, eu quero te agradecer muito por tornar a minha vida mais fácil, por resolver o meu problema.”. No outro exemplo, um sacerdote que tem como missão ajudar os outros, se doar em prol dos outros, não pode casar e deve ser um bom exemplo para a comunidade, tem que ter vocação, senão vai ficar pelo caminho.

Quando eu digo que vocação é algo importante para nós, não é somente no sentido do CHAMADO para ser alguma coisa, é muito mais que isso. A vocação também é uma pré-disposição que você já tem, para fazer alguma coisa. Não adianta nada eu querer ser um médico, se eu não suporto ver pessoas doentes, ter contato com histórias tristes e não consigo ver sangue. São pequenos exemplos bobos, que um médico TEM que lidar com isso todos os dias, em maior ou menor grau.

Para finalizar, qual é o CAMINHO DAS PEDRAS para saber encontrar a sua vocação? A resposta é simples: eu não sei! Eu hoje, me coloco a questionar sobre os meus atos, e qual é a marca que vou deixar nessa terra. Vou ser um vegetal, ou sair do sistema?

Eu sou uma pessoa temente a Deus, e por isso nos últimos anos venho pedindo a Ele essa direção. Diante das dificuldades em saber a minha própria vocação, eu peço a Deus essa direção, o que fazer pelo mundo e pelas pessoas usando aquilo que eu tenho de melhor, que possivelmente nem eu sei ainda. Já ando vendo alguns sinais sobre isso, e a vocação que esses sinais vêm mostrando, é algo que vem dando um sentido para a minha vida.

E você, qual a sua vocação?

Cleison Melo

Estía Training

[email protected]
administrator
Senior Software Engineer with over 12 years of experience implementing large back-end software in Java. Including various projects as lead and manager; Lead and build the most important open source IT Service Management software in Latin America, CITSmart, certified in 13 ITIL processes that increased the company's revenue by over 30%. Redesign and build important legacy software such as (Occupational Medicine) that manages over 100,000 lives. I have published six on-line courses that are available on the Udemy platform with over 150,000 students. Awarded the prestigious 1st place, awarded to the top innovative projects.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.